img linha separador noticias

Imprimir


 

 

Programa Erasmus+ Educação e Formação 2019 – Ensino Escolar
Projeto Ação Chave 1- N.º 2019-1-PT01-KA101-060366
Educar na diferença, aprender com a inclusão”

Critérios de seleção de professores para as mobilidades
Ficha de inscrição para as mobilidades (o pazo terminou a 04/02/2020)

 

O Agrupamento de Escolas de Vale do Tamel apresentou uma candidatura à Ação Chave I do Programa Erasmus+, no setor do Ensino Escolar (KA 1). O nosso projeto, intitulado Educar na diferença, aprender com a inclusão”, foi aprovado pela Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação, com uma subvenção para 12 mobilidades na modalidade Job-Shadowing, na Sérvia, Eslovénia e Roménia.

O projeto "Educar na diferença, aprender com a inclusão" surge da vontade de um conjunto de professores e outros agentes da comunidade educativa, por considerarem de vital importância a participação em projetos europeus, para que com base nesta experiência, passem a conhecer melhor os sistemas educativos europeus “in loco”, permitindo uma melhor aquisição de métodos e técnicas nas escolas da UE, permitindo a consolidação de conhecimentos e competências.

A participação neste projeto (Job-Shadowing) prende-se essencialmente com a observação de habilidades em contexto de sala de aula e como os alunos interagem no recreio e como agem com os seus pares. Desta forma será possível a análise de outras realidades a troca de ideias com os parceiros, dotando os professores de estratégias, com o intuito de reforçar a consolidar as ideias/ações numa escola ainda mais inclusiva. Com uma concetualização da Educação Especial em que pretendemos uma escola aberta à diversidade, que procura criar condições favorecedoras do desenvolvimento para todos os alunos, sejam quais forem as suas características individuais eambientais.

Os candidatos às mobilidades pretendem desenvolver/aumentar competências psicopedagógicas, permitindo desta forma uma maior realização profissional. Assim, através da aquisição de métodos de ensino inovadores, resultará uma maior valorização do processo ensino-aprendizagem, de forma a promover a integração dos alunos com necessidades especiais.

A abordagem aos sistemas educativos implementados, a forma como as atividades são realizadas nas diferentes oficinas, a forma como o currículo pode ser adaptado de forma a prestar um maior apoio aos alunos com necessidades especiais, facilitando a sua integração na comunidade escolar e comunidade envolvente, afastando de comportamentos desviantes, vencendo preconceitos valorizando, assim, o que cada aluno pode ser.

Paralelamente, pretendemos que os participantes possam apoiar a implementação e o desenvolvimento de projetos, criando no Agrupamento uma política escolar de internacionalização, especialmente junto dos alunos a consciência e construção de uma identidade de cidadão europeu.